Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

5 mitos sobre os gatos

0
As gatas no cio miam porque sofrem.

Falso. O miado constante bem como o ato de se rebolar constitui um comportamento sexual feminino felino normal. É preciso notar que os gatos em circunstâncias normais são silenciosos e até passam despercebidos. A sua comunicação depende muito de sinais olfatórios e não tanto de sons, tal como se passa nos cães. A fim de atrair os machos, as fêmeas no cio têm de adquirir posturas “anormais”, fazendo barulho, rebolando-se, exibindo-se, tudo para atrair os machos. O miado não envolve sofrimento nenhum, assim como qualquer fêmea de qualquer espécie animal no cio não sofre dores nenhumas.

Mulheres grávidas devem evitar qualquer contato com gatos.

Falso. Alguns gatos podem estar infectados com uma doença chamada toxoplasmose, que por vezes pode ser transmitida para os seres humanos através das fezes nos caixotes ou no jardim e causar graves problemas a bebês recém nascidos. No entanto, as mulheres grávidas não têm de evitar o contato com gatos. Simplesmente devem tomar algumas precauções. Se estiver grávida, deve evitar limpar o caixote do gato. Se for necessário limpar o mesmo, usar luvas e lavar muito bem as mãos depois. Evite tratar do jardim se o seu gato (ou outros gatos da vizinhança) utilizarem o jardim e lave sempre muito bem todos os vegetais cultivados em casa.

O gato ronrona sempre porque está contente.

Falso. Certos gatos em sofrimento também ronronam, porém o mais comum é ronronar indicando uma disposição social amigável e pode ser dado como sinal para, por ex., informar que certo gato com problemas tem necessidade de amizade, ou pode constituir um sinal para o dono, exprimindo o agradecimento pela amizade obtida. O ronronar traduz um comportamento infantil. Os gatinhos ronronam a partir da primeira semana de vida e isso indica à mãe que tudo está bem com a sua prole. Já nos gatos adultos isso traduz uma certa dependência do contato entre os donos e os gatos.

Os gatos são traiçoeiros: quando se oferecem de barriga, mordem quem tenta acariciar.

Falso. O gato deita-se de costas oferecendo a barriga apenas a quem ele considera amigo íntimo. É como se o seu gato dissesse: “eu mostro a minha barriga em demonstração a minha confiança em você, por adotar esta postura tão vulnerável na sua presença”. Mas uma coisa é mostrar, outra bem diferente é deixar acariciar! Nem sempre é seguro concluir que um gato nessa posição espera ser acariciado. Muitas vezes a resposta é uma violenta patada. A região abdominal é tão fortemente protegida que os gatos não apreciam contatos nessa zona. Por isso eles estabelecem um limite que os donos nem sempre entendem: podem ver, mas não devem tocar!

Os gatos só vêem a preto e branco.

Falso. Estudos recentes provaram que os gatos conseguem distinguir entre o vermelho e o verde, o vermelho e o azul, o vermelho e o cinzento, o verde e o azul, o azul e o cinzento, o amarelo e o azul e o amarelo e o cinzento. Mas seja como for, as cores não são tão importante na vida dos gatos como são na vida dos humanos.

 

 

Fonte: Whiskas

 

 

 

Comentários

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *